terça-feira, 5 de junho de 2012

Meu aniversário

Quer saber a verdade? Adoraria ter o meu aniversário comemorado como o jubileu da rainha Elizabeth...

Almoço com os representantes de casas reais de todo o mundo, uma parada náutica no Tâmisa tendo à frente a barcaça real vermelha e dourada. Concerto com as estrelas do pop britânico e show de fogos de artifício. Picnic pelos parques e jardins e 4.200 tochas e fogueiras acesas pelo Reino Unido.

Não é a cara do poder e riqueza? Eu também quero, não acho ruim não...

Meu aniversário não teve nada disto. E foi lindo, emocionante e do jeitinho que esperava.

 
E por isto estou aqui, para falar do lugar onde fomos. Marido tem uma expressão engraçada “vamos nos perder por aí”. Significa não ter a menor idéia de “onde que tô, donde que vou”. Deixar a vida te levar.

Depois de estradinhas de chão batido, paisagens lindas (estas montanhas de Minas enchem o pulmão de ar), fomos até o Inhotim. É um lugar que não é possível definir, pois ora estamos em um museu de arte contemporânea, ora estamos em uma reserva ecológica. Ou seria um imenso jardim botânico?

Fiquei encantada e deslumbrada.

Não entendo nadinha de nada de artes. Mas as obras causam um grande impacto e não é possível ficar indiferente.  Como no pavilhão que é uma estrutura simples circular e no centro do edifício um furo de broca afundado até uma profundidade de 200 metros transmite para a superfície, com o uso de microfones utilizados pelos sismógrafos, a voz da terra.

São 800 funcionários sendo que 350 deles são jardineiros.

E poucas vezes visitei espaços públicos tão limpos e bem conservados. Os visitantes respondem a esta magia com educação, serenidade e encantamento.

Não vi tudo, é preciso muito mais horas para vivenciar o Inhotim.

Nota triste do dia: usei, pela primeira vez, o meu direito de pagar ½ entrada e não pediram um documento para comprovar a minha idade. Chorei...








7 comentários:

✿ chica disse...

Que lindo passeio no teu niver.

Esse lugar é lindo,heim?

E quanto ao Brinde da idade, já o uso há 3 anos,rsrs e também não pedem comprovação,rsrs beijos,chica


* Quanto ao niver da Rainha, acho que detestaria.Não gosto de frescuras e ajuntamentos.Eu estaria de saco explodindo após meia hora daquelas coisas pomposas e chatas todas.Não nasci pra isso, DEFINITIVAMENTE...rs

Tina disse...

Encantador, digno de uma rainha.
Guarde com vc o dia, as paisagens, as sensações, a vida vale apena por momentos como esse.
Amei te ver na foto :)
Qto a carteira, a idade, esquece isso, olhe pra trás com orgulho e para frente com esperança e coragem.
Meu carinho :)

simplesmente....fascinante disse...

Bom dia Beatriz,
Se você me perguntar qual eu prefiro, responderei prontamente: Inhotim é claro.
Nada como curtir a dois, se perdendo por ai, trocando impressões e colocando prosas de anos em dia.
Não fique triste, você entrou na idade sexyssagenária.
bjão e um ótimo dia.

Regina disse...

Bom dia, ou ja sera boa tarde?

Que dia digno de uma rainha que voce teve. Seu marido acertou em cheio. Passear pelas estradas de Minas ja seria o suficiente pra mim, e ainda visitar Inhotim, nao tem programacao melhor do que essa.
Que bom que voce teve um dia assim tao especial.
As fotos ficaram otimas Beatriz.
Muito bom ver voce.

Beijos

Lucia Luz disse...

Ah minha rainha Beatriz, parabéns!!
E não é que você foi ao paraíso?
Inhotim é mágico.
Que delícia.
Saudades. Fique com Deus e em paz.
Não chore você está lindona!!!
Beijinhos

Leninha disse...

Minha querida Beatriz,

Se eu precisasse escolher entre um dia igual ao da Rainha e o seu dia de rainha da sua vida,do seu espaço,da sua liberdade...tenho certeza que escolheria o seu.Passear pelo Inhotim,que só conheço de fotos,andar de mãos dadas com o amado,sair fotografando aquelas belezas todas,ah,amiga,isto não tem preço...

E gostei demais de ver a sua carinha alegre e de bem com a vida.E o benefício da meia entrada,é uma delícia,aproveite bastante,amiga.

Bjsssss,
Leninha

Maria Amélia disse...

Parabéns pelo aniversário. O lugar é mesmo lindo e as fotos estão excelentes. Quanto a não pedirem documento comprovando a idade, toda vantagem traz alguma desvantagem junto rsrs. Me lembro da primeira vez que me chamaram de tia na feira. Fiquei arrasada pois eu só tinha 25 anos. rsrs. O negócio é agradecer por ter chegado até aí. Espero chegar também. bjs