sexta-feira, 15 de abril de 2016

Bom dia


“O sol se levanta todas as manhãs.

Eu não me levanto todas as manhãs; mas a variação se deve não à minha atividade, mas à minha inação... poderia ser verdade que o sol se levanta regularmente por nunca se cansar de levantar-se... 

Uma criança balança as pernas ritmicamente por excesso de vida, não pela ausência dela. Pelo fato de as crianças terem uma vitalidade abundante, elas são espiritualmente impetuosas e livres; por isso querem coisas repetidas, inalteradas. Elas sempre dizem: “Faça de novo”; e o adulto faz de novo até quase morrer de cansaço. 

Pois os adultos não são fortes o suficiente para exultar na monotonia. 

Mas talvez Deus seja forte o suficiente para exultar na monotonia. É possível que Deus todas as manhãs diga ao sol: “Faça de novo”; e todas as noites à lua: “Faça de novo”. 

Talvez não seja uma necessidade automática que torna todas as margaridas iguais; pode ser que Deus crie todas as margaridas separadamente, mas nunca se canse de criá-las. Pode ser que ele tenha um eterno apetite de criança; pois nós pecamos e ficamos velhos, e nosso Pai é mais jovem do que nós.” 

Gilbert Keith Chesterton

Um comentário:

António Jesus Batalha disse...

Ao passar pela net afim de encontrar novos amigos e divulgar o meu blog, me deparei com o seu que muito admiro e lhe dou os parabéns, pois é daqueles blogs que gostaria que fizesse parte de meus amigos virtuais.
Se desejar visite o Peregrino E Servo. Leia alguma coisa e se gostar siga, Saiba porém que sempre vou retribuir seguindo também o seu blog.
Minhas cordiais saudações, e um obrigado.
António Batalha.
http://peregrinoeservoantoniobatalha.blogspot.pt/