sexta-feira, 20 de abril de 2012

A casa materna

O tempo transformou esta casa em fonte da vida. Aqui, raízes profundas sugam do solo o meu existir. Alimento-me de sua seiva vigorosa e sinto que tal qual galhos frondosos e firmes, esta casa me sustenta, me abriga e me faz capaz de desafiar as intempéries da vida.

As paredes desta casa são feitas de abraços, carinho e afeição. Tem o piso de madeira perfumada e uma escada que conduz a espaços de sonhos armazenados.

Por toda parte vejo a história da minha vida e me orgulho dela. Cultivo as minhas origens, resgato antigas histórias nas fotos que encontro.

Para onde lanço o meu olhar vejo muito da minha mãe e sua arte. Uma artista que mostra o seu talento em cada canto desta casa. 










Sempre pintou porcelanas. Suas peças estão espalhadas pela casa e presenteou a família e amigos. Nunca vendeu uma única peça. Há muitos anos um amigo meu, português, lhe disse “se vivesses de pintar ninguém nesta casa precisava trabalhar...”

7 comentários:

Angela disse...

Sabe que estou aqui suspirando por cada canto compartilhado e apaixonada pela arte que encontrei em tudo! E seu amigo português tinha toda razão! Ela é uma artista de grande valor!Bjo e obrigada de verdade por dividir conosco!Ótima sexta!

Izabella Medeiros disse...

Quanta coisa linda, adorei.
:D
Bom final de semana.

Tina disse...

Estou de queixo caído!
Peças lindas, muita sensibilidade, bom gosto. Muito legal esse fazer para os amigos, família, para a casa dela.
Não sei se a mãe rainha tem consciência de seu reconhecimento, zelo e admiração, mas as energias emanadas disso devem chegar até ela e sempre estarão no ar, além do tempo, da carne, da lógica, da lucidez.
O amor, as lembranças, os valores familiares, objetos, lembranças, sentidos e sentimentos são a beleza maior de tudo que tem na sua casa materna e na de casa um de nós.

Evanir disse...

O grande amor que há numa grande amizade
significa mais do que as palavras podem dizer
porque uma grande amizade é um milagre que abençoa
os dias que temos para viver.
Um dos milagres da minha vida
é simplesmente, ter conhecido você.
Um feliz final de semana
obrigada por fazer parte a minha Viagem.
Beijos no coração.
Evanir..

Leninha disse...

Beatriz querida,

Que beleza de texto,menina!Quanta ternura em cada palavra,em cada cantinho de seu pensamento que chegou aqui com todos os aromas e encantos desta casa tão amada.
Belas e gostosas recordações,amiga!E as peças pintadas por sua mãe,que perfeição!Tudo muito lindo!
Bjssssss e muito carinho,
Leninha

simplesmente....fascinante disse...

Boa Noite Beatriz,
Sei que sempre dou bom dia mas não poderia deixar de passar pelo seu cantinho.
Que mãos maravilhosas!!!!!! Fiz também um cursinho de pintura de porcelana, é uma delicia, mas as peças de sua mãe já são obras de arte.
E deve ser muito bom voltar às origens e recordar cada canto de uma casa que mora no coração.
bjão e uma lindo domingo.

Ps: guarde bem os lustres, porque o tempo voa e de repente voce vai usá-los.

Regina disse...

Que maravilha a pintura de sua mãe, uma verdadeira artista.
Eu gosto de estar rodeada por objetos e móveis especiais, ou pq têm uma estória pra contar, ou pq foram feitas com carinho por mãos talentosas.

Gostei muito de seu texto também, Beatriz.