quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Helena


Helena Ferreira de Araújo nasceu em São José do Triunfo – Fundão. Lugar simples, com uma igrejinha para as rezas e ladainhas. A escola, onde se aprendia as primeiras letras com uma professora mágica, encantada - a sua mãe. Os vaga lumes iluminavam as noites frias.

Quando completou 18 anos a família transfere a sua residência para Viçosa, onde finalizou os seus estudos e foi trabalhar, como professora, no Patronato Agrícola Arthur Bernardes.

O casamento com Haroldo Alves de Araújo a leva para morar em Muriaé, e então se torna, definitivamente, uma muriaense de coração.

Nesta cidade, trabalhou no Grupo Escolar Desembargador Canedo e no Jardim de Infância Dr. Antonio Canedo. Foi mestre e exerceu exemplarmente a função de educadora e assim contribuiu para a formação de muitos profissionais que hoje trabalham para o crescimento desta cidade.

Mais tarde recebeu o seu maior desafio: administrar a recém inaugurada Escola Maria Augusta Silva Araújo (que foi sua sogra), localizada no Morro da Rádio. A falta de condições materiais da escola pública aguçava a criatividade e a imaginação da diretora Helena, motivando a sua equipe de trabalho para novas conquistas.

Na ciranda da vida, Helena sempre se fez presente, de corpo e de alma. Solidária com todos, na alegria e na tristeza, levando uma palavra amiga, incentivadora, um conselho, um elogio. Foi uma mulher de fé, de coragem, de esperança e de amor ao próximo.

Foi uma amante das artes, das letras e da cultura e encantou a todos com a sensibilidade da sua pintura e a sensatez de seus escritos, que retratavam o seu interior.

Foi a esposa amada e companheira de Haroldo. Juntos, foram exemplo de vida matrimonial e aos seus filhos transmitiram valores e verdades.

Helena foi uma cidadã e disse sim a todos os clamores da sociedade. Como amiga, foi presença.

Helena, a Dona Leninha como carinhosamente era chamada, foi um espelho a ser mirado na busca do bem, da verdade.

Ao partir, deixa gravado o seu nome no cenário desta cidade pois soube, como poucos, aliar a força dos seus ideais à obstinação de sua vontade, a sua sabedoria sem par à largueza imensa do seu coração onde somente tinha espaço para o dar sem troca, o carinho, a bondade e o amor sem limites.

Tive o privilégio de ser sua filha e ao vê-la partir sei que não posso brigar com Deus, mesmo quando tudo parece desabar. Vou chorar, mas não vou lamentar pois Deus me deu uma mãe que me ensinou a caminhar e a voar. Que sempre me abriu os seus braços quando eu senti cansaço. No peito tenho uma dor profunda, mas sei que  dei a ela o melhor de mim e ela soube que eu a amei intensamente. Ficam lembranças inesquecíveis.


10 comentários:

Tina Bau Couto disse...

Já achava que ela era uma rainha por assim vc denominá-la, por ser sua mãe, pelas histórias que vc contava, mas agora, a partir da história dela e do nome, Helena, nome de grandes personagens e de mulheres históricas, como Helena da mitologia grega que possuía a reputação de mulher mais bela do mundo, tenho certeza de que sua mãe foi uma rainha para vc, para a família dela, para a cidade, para crianças e adolescentes e sempre será, afinal quem é rainha nunca perde a majestade.

"A alma é uma borboleta. Há um instante em que uma voz nos diz que chegou o momento de uma grande metamorfose" Rubem Alves
Ela ouviu a voz, é uma borboleta agora, está voando alto, não está mais aqui e está e estará e vc ficar bem e ser feliz será um jardim para ela.

Meu carinho, admiração e força!

Susi disse...

O que nos consola é saber que os planos de Deus são melhores que os nossos. Espero que você e sua família encontre o conforto nos braços do Senhor.
um beijo grande

Leninha disse...

Minha amiga Babi,

Sempre me lembro dela bem mais nova, bonita e elegante, ao lado de seu amado, o seu querido Haroldo.E me lembro também quando minha madrinha me chamou e mostrou a minha xará, tão linda e sempre com um sorriso nos lábios...não chegamos a ficar amigas, pois logo me casei e fui morar na fazenda, mas sempre a admirei de longe, nas vezes que vinha à cidade...e seu porte era, realmente de uma rainha.E para sempre ela será a sua rainha, hoje ao lado de seu rei, ambos olhando pelos filhos tão amados.
Ela estará para sempre na memória de seus alunos e de todas as pessoas que a amaram,esteja certa disto.
Linda o seu texto, belíssima homenagem à sua mamãe...tenho certeza que ela estará orgulhosa de você...afinal a semente de amor que plantou, está florindo lindamente, neste setembro de beleza e harmonia.E que esta harmonia se instale em seu coração,Babi querida.

Bjssss e um terno afago em sua alma,
Leninha

Astrid disse...

Querida, que a graça do nosso senhor Jesus Cristo e o poder consolador do Espiríto Santo esteja com vc agora. Como é triste perder a mãe, sei pq já perdi a minha. Sua rainha agora está ao lado do seu amado rei. Que alegria e que previlégio vc ter proporcionado os últimos dias felizes ao seu lado, estando como filha sempre presente... fique feliz por isto, pelos momentos alegres que tiveram, vc e ela. Deus te abençõe querida. Sinto muitíssimo pela perda, mas a vontade de Deus é soberana. Sempre acompanho seu blog e te acho uma pessoa preciosa. Fique em paz...
Beijos,
Astrid
Londrina (PR)
akopp@sincera.com.br

✿ chica disse...

Bela homenagem à tua mãe, tua rainha que partiu, mas não te abandona... Fica nas saudades, nas boas lembranças e devem ser tantas.

Que bom te ver apesar da tristeza, forte, sabendo que enquanto aqui, fizeste tua parte e vocês foram felizes juntas! beijos,fica bem,chica

Edinéia Moura disse...

Querida amiga, leio sempre seu blog, me encanto com as mensagens e imagens postada por você...Ao ler sua mensagem de hoje fiquei triste e lamentei a morte de sua mãe...Mas sei que Deus te dará o devido consolo e conforto necessários nessa hora tão delicada. Fique em paz e saiba que sua mãe está olhando por você nos céu das mães...

Lucia Luz disse...

Beatriz minha querida,
Receba meu abraço, meu carinho. Muita força para vocês.
As saudades são eternas mesmo.
A minha também não está nada bem.Sinto que é um processo de despedida ...
Bom saber que seu dever foi cumprido! E bem.
Fique com Deus e precisando conte comigo.
Beijos

simplesmente....fascinante disse...

Bom dia Beatriz,
Que balanço de vida maravilhoso! Deixar esse legado significa que valeu cada minuto de vida vivido.
Parabéns a Helena por ter feito essa história e parabéns a você por ter sido parte dessa história.
bjão e um abraço especial a ela onde ela estiver.
Mari

Sonia disse...

um grande grande abraço nesse momento de dor-nem toda agente tem o previlégio de uma história de vida assim tão linda

Regina disse...

Quanta honra ter tido como mae uma mulher assim tao especial. Linda homenagem a sua mae Beatriz.
Ando ausente dos mundo virtual lutando minhas proprias batalhas, mas nao poderia de passar deixar de passar por aqui de vez em qdo. para de longe enviar meu carinho.
Um abraco apertado, e fique com Deus.