sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Hoje é dia de saudade


Aprendi a contar o tempo com as suas orquídeas. Elas sempre chegam em setembro, mês datado em meu coração.

No passado, era um tempo de muito riso porque comemorávamos os aniversariantes do mês. Hoje, é lembrança dos que partiram.

A saudade chega de mansinho para lembrar que ficou um vazio e que não é possível frear as lágrimas porque a saudade é dor doída.

Saudade é ausência física, impressa em fotos. Foi costurada no coração e de lá não pode fugir. Não para de crescer, faz parte de nós e não tem fim.

Mas a saudade traz de volta as lembranças bonitas, as histórias cheias de vida, muito carinho e amor. A saudade até consegue trazer de volta o sorriso.

Haroldo, Helena e Maria Helena, nós nos veremos no outro lado da vida. Com certeza.


3 comentários:

✿ chica disse...

LIndo e emocionante e de lá onde estão, sentem a presença da saudade e o desabrochar de cada flor em setembro! bjs, fica bem,chica

casa de professora disse...

TEXTO LINDO E TRISTE...AQUI SETEMBRO TB É DE SAUDADE...MAS COM A CERTEZA DO REENCONTRO ETERNO, QUE BOM SABER QUE VC TAMBÉM AGUARDA ESSA PROMESSA, FIQUE COM DEUS!

Regina Melo-Jocknevich disse...

Gostaria de ter essa sua certeza, mas mesmo sem essa certeza me fez um bem danado ler seu texto.