terça-feira, 21 de maio de 2013

O jardim secreto


Todos os jardins deveriam ser fechados,
com altos muros de um cinza muito pálido,
onde uma fonte 
pudesse cantar
sozinha
entre o vermelho dos cravos.
O que mata um jardim não é mesmo 
alguma ausência
nem o abandono…
O que mata um jardim é esse olhar vazio
de quem por ele passa indiferente.’
M. Quintana

10 comentários:

Tina Bau Couto disse...

Salve Quintana!
Salvem os jardins!
Salvem os olhos e almas cheias \o/

✿ chica disse...

Lindo Quintana e lindo jardim!beijos,chica

Juliana Leal Valera disse...

Lindo!

Rovênia disse...

Simples, mas ele diz tudo. E é profundo! Beijos!

Fabíola disse...

Fofo seu cantinho!!!!!!!!! ♥

Maura Nelle disse...

Concoro com Mario Quintana,todo verde, toda flor em seu jardim, ou mesmo no meio do mato,merece um olhar de carinho. Afinal, não importa onde as flores estejam, foram feitas para o nosso deleite.
Um beijo carinhoso

simplesmente....fascinante disse...

Bom dia,Beatriz,
Bem....mas vamos considerar somente aquele olhar extasiado e pasmo pelas belezas desse jardim.
Se existe somente um olhar assim...valeu.
que nossa quarta seja cheia de olhares interessados.
bjão
Mari

Leninha disse...

...e não devo passar indiferente às flores que você deixou lá no meu cantinho...obrigada, amiga,pelo carinho,pela meiguice e também por este poema que também amo.
O poema de meu aluno me fez voltar...a saudade dos amigos também.
Bjsssssss,
Leninha<3

Sissym disse...

Querida Ovinho Kinfer,

Que bonito. Jardins, avenidas, pessoas, os interiores... passamos sem ver, como se tudo fosse nada ou nulo, vazio.

Eu vejo. Ainda bem.

Beijos

Regina Melo-Jocknevich disse...

O Sr. Mário Quintana era muito sábio :)