sexta-feira, 13 de setembro de 2013

A enrolada


O que a gente faz quando chega a sexta-feira, olha para trás e vê que mais uma semana passou e a sensação que fica é que não fizemos nada!!!

Aí, é hora de fazer um inventário.

Sim, trabalhei muito e a demanda na empresa cresceu (não reclamo porque tenho contas para pagar...)

Sim, estou finalizando os meus bordados para a exposição dos trabalhos (depois posto o convite).

Sim, fabriquei coroas de anjo para uma amiga que vai fazer a festa de N.S. Aparecida.

Sim, uma dona de casa sempre está conjugando os verbos lavar, passar, cozinhar, arrumar, abastecer, limpar.

Sim, estou começando a ler e a preparar o meu roteiro de férias.

Sim, cuidei do marido e da família.

Tomei decisões, fiz as minhas escolhas, criei laços e desfiz nós. Mas o tempo é sempre curto porque a estrada é muito longa.

Eu vi aqui

7 comentários:

✿ chica disse...

rssssss...
É bem assim mesmo! Vamos fazendo isso, aquilo, aquele outro e lá estamos atoladas... Mas vale! beijos,chica

Tina Bau Couto disse...

Por aqui conjugando meus verbos de dona de casa, esposa, mãe, filha, irmã, neta, amiga, mulher, cristã, blogueira...
Haja fôlego, dendê e pimenta :)

Ritinha disse...

Boa !!!!
E que esse roteiro de férias seja um dos melhores, assim vai aproveitar merecidamente.
bjs
E um excelente final de semana
Ritinha

Milton Kennedy disse...

Oi Beatriz, ótimo e divertido texto.
Grande abraço.

Pandora disse...

Isso não é um post é um poema!!! Sim, eu concordo: " o tempo é sempre curto porque a estrada é muito longa."

E eu só desejo que você tenha um bom final de semana Beatriz!!! Tão bom quando essa sensação de lirismo que seu texto me deixou!!!

Juliana Leal Valera disse...

Queria eu ser enrolada assim! Você fez um montão de coisas!
Mulher de casa tem verbos para conjugar o tempo todo, hahahaha...
Beijos e bom fim de semana!

Regina Melo-Jocknevich disse...

Tenho ligado pouco o computador ultimamente, mas qdo ligo passo por aqui, mas a vontade de comentar, de participar, ainda nao voltou... mas quero dizer que toda vez que leio seus versos & prosas eles me fazem um bem danado, pois transmitem simplicidade, beleza, e inteligencia, e essas 3 caracteristicas humanas me atraem um bocado.