segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Bisbilhotar


A presidente do país, indignada com a revelação de denúncias de espionagem dos Estados Unidos sobre ela e assessores diretos, convocou uma reunião de emergência com os seus ministros.

O embaixador dos Estados Unidos no Brasil foi chamado para prestar esclarecimentos porque o nosso governo considera que são atos contra a liberdade dos cidadãos e a soberania nacional.

Não entendo porque tanto fuzuê se a sociedade descrita por George Orwell (no seu livro Grande Irmão) já é uma realidade. Os países sempre tiveram sua estrutura de espionagem e estamos– todos nós – em constante vigilância.

Há muito não é mais a vizinha fofoqueira que sabe de tudo da sua vida porque com a chegada das chamadas “redes sociais” somos todos peixes – uns pequeninos, outros verdadeiros tubarões – que, prazerosamente, engolem as iscas que são oferecidas. Nem é preciso habilidades de grande pescador nesta busca.

Estamos todos conectados, a rede está aberta, ela permite o relacionamento horizontal e a sua não estrutura possibilita que qualquer um faça e desfaça as suas conexões.

Mas, nos bastidores, existe um grande trabalho de prospecção de dados, à procura de padrões consistentes, relacionamentos, sequências temporais. Data mining ou mineração de dados é o garimpo dos tempos atuais.

Na navegação pela internet deixamos nossas pegadas. Os cookies (nada a ver com os biscoitinhos deliciosos) são testemunhas dos caminhos por onde você andou. Igualzinho à história do Joãozinho e Maria deixando pedacinhos de pão...

Constantemente o Facebook e outras redes de relacionamento recebem de autoridades (inclusive brasileiras) solicitações para fornecer dados de seus usuários.

Comprei uma passagem aérea em um site de ofertas e agora, todas as vezes que abro uma página na internet, o seu anúncio pisca com ofertas para o mesmo destino anteriormente escolhido.


O meu vício maior – Pinterest – envia periodicamente um e-mail com imagens que segundo eles “você vai adorar” . E, a cada PIN que encontro sou direcionada a outros com a afirmação “Pessoas que gostaram deste também gostaram destes”. Diante disto, eu posso garantir que o Pinterest sabe mais de minhas preferências do que o marido.

Há pouco mais de três meses estou aposentada (mas como a “bolsa merreca" é pequena eu continuo trabalhando) e semanalmente recebo folhetos com ofertas de empréstimos para aposentado com a informação de que, de acordo com os meus rendimentos, eu tenho direito a $$. Como os meus dados, que deviam ser sigilosos, foram disponibilizadas para estes bancos??

Ou seja, senhora presidente, eu também estou sendo vigiada e investigada. A quem devo recorrer?

6 comentários:

✿ chica disse...

Nos juntamos à ti e à Dilma ,pois aqui basta que se faça uma pesquisa de hotel, por exemplo, enquanto lieio blogs, aparecem piscando chuvas deles, E assim com tudo! Credo! É preocupante!! Meu marido é aposentado e recebe frequentemente essas propostas...

Um perigo! beijos,tudo de bom,chica

Tina Bau Couto disse...

Ai! Ai!
Vou me limitar a dizer: bons tempos que cookies eram biscoitinhos deliciosos
:)

Sophie disse...

Meine liebe Beatriz,
ich kann darüber auch nur lachen. Das ist doch lange bekannt. Wir werden alle überwacht und ausspioniert.
Das sehe ich auf Facebook, wenn ich die Werbung bekomme, wo ich mal vor Jahren nur Interesse gezeigt habe.
Die ganze Aufregung ist so lächerlich und heuchlerisch. Wir werden alle von unseren Staatshäuptern belogen und betrogen.
Mich interessiert das im Grunde alles nicht, denn ich habe nichts zu verbergen und besitze keine Reichtümer. Also, was soll's?!

Umarmung und Kuss von Sophie

Rovênia disse...

Não tem jeito, amiga. É por aí mesmo! Não há mais privacidade. Somos vistos lá do alto e as informações espalhadas pela rede facilitam a exposição. Despedi-me do Facebook, mas infelizmente nossos passos estão por aí, sendo colhidos como você bem observou! Beijos!

Anônimo disse...

Reflexão inteligente, consistente em um País de inconsistências...um horror!!!!
Estava agorinha lendo um artigo do Jabor no Estadão, tive vontade de chorar...nosso povo, pelo menos a maioria de nós, não merecíamos o q estamos vivendo, presenciando e antevendo.
Só Deus pra olhar por nós.
Misericórdia Senhor!

Pri disse...

Somos todos vendidos pra comprarmos mais, Beatriz.
Como fugir de um Google para pesquisar? E-mails gratuitos são sempre dos que contribuem com a espionagem. Estamos cercados.
Os governos vivem de notinhas de jornais para manter a aparência, são tão nojentos quando os ianques.
Vou ficar com os cookies da Tina também! ♥