sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Vai ser feliz assim na Califórnia


San Diego é uma cidade ensolarada, muito limpa. É uma cidade “eco-friendly”, antitabagista e antialcoólica. É proibido fumar e ingerir bebidas alcoólicas nos parques e praias de San Diego e turistas também estão submetidos à regra.

San Diego, mais do que o fim de uma viagem, significava o encontro com pessoas da minha família. Quem acompanha o blog sabe do carinho especial que tenho por eles e como tento ser presente em suas vidas.

O menino tem 3 anos e esta era a segunda vez que estava nos vendo. Há dois anos não víamos a garota. Foi muito bom reencontrá-los e perceber que para as crianças foi como se tivéssemos nos visto na véspera.



Tio, posso ajudá-lo?



Tia, está na hora da festa. Você não quer passar baton?


Confesso que pouco vi das suas atrações turísticas porque o tempo era muito curto e preferimos fazer passeios que envolvessem as crianças. Ou simplesmente ficar em casa, usufruindo da companhia delas. Joguei futebol, brinquei de esconde-esconde, assisti filmes, cozinhamos juntos e até mesmo de “forca” com palavras em inglês. Oh teste difícil...

Passamos um dia no zoológico da cidade, que é reconhecido mundialmente por ser um santuário para milhares de animais de centenas de espécies, muitas ameaçadas de extinção. No parque os animais ficam acomodados em ambientes muito parecidos com seu habitat natural. Está localizado no Balboa Park, que também abriga 15 museus, teatros, jardins, centros de arte. O visitante percorre a área à pé, monotrilho, teleférico, ônibus e até em escada rolante escondida na vegetação. Chama a nossa atenção a limpeza do local, as placas que em todos os lugares indicam as doações feitas por pessoas físicas e o grande número de voluntários que em todos os setores ajudam os visitantes. Também foi a primeira vez que visitei um zoológico que exibe joaninhas, sapos, besouros, insetos, etc. etc.

Em todo o parque era feita a divulgação do filme Rio 4D e aí o coração brasileiro fica emocionado.





Fomos também em um outlet e lá aprendi que outlet é uma organização criminosa que obriga as pessoas a comprarem mais do que precisam e menos do que querem. Com eles você aprende o significado da expressão "enfiei o pé na jaca".

Aí entramos no tema “custos”. É impressionante perceber o que significa “custo Brasil” e como este é um país em que se paga muito caro por produtos e serviços. E que nem sempre são de boa qualidade.

Em todos os lugares por onde passamos encontramos facilmente excelentes pratos de frutos do mar (afinal viajamos o tempo todo pela costa do Pacífico) e pagamos de $ 8,00 a $ 15,00 por pessoa. Claro que, poderíamos encontrar por valores muito maiores se fossemos a restaurantes exclusivos mas também poderia pagar menos em shopping populares. A região tem uma forte influência espanhola e asiática e come-se muito bem.

Outro item que chama a atenção é o preço das roupas (inclusive de grifes famosas). A economia é muito grande e a tentação é maior ainda. Além disto, à partir do momento que você descobre qual é o seu número de roupa pode comprar de qualquer marca que vai servir perfeitamente. Você compra uma calça comprida, por exemplo, e sequer precisa fazer a bainha.

Nos supermercados encontramos produtos de excelente qualidade e muito mais baratos do que os nossos. Não preciso ficar escolhendo qual o tomate está perfeito porque se estão à venda significa que TODOS estão bons.

Os preços dos hotéis são mais baratos do que no Brasil, em se tratando de hotéis similares. Pagamos de $ 80,00 a $ 150,00 e a variação tem a ver com a localização e principalmente ao porte da cidade.

Em lojas de utensílios domésticos comprei bugigangas que facilitam o nosso dia a dia por $ 2,00 e que aqui, exatamente igual, vi esta semana à venda por R$ 89,90. Pode??

Marido ficou “perdido” em lojas que vendem ferramentas para quem gosta de fazer consertos elétricos, hidráulicos e gostam de brincar de Gepeto na vida.

Chegou a hora da partida e a certeza de que foram dias inesquecíveis. 




7 comentários:

Ana Paula disse...

Forca em inglês? parabéns!
Lindas as crianças. Beijo

✿ chica disse...

Que lindo tudo e as crianças já estão grandinhas...Belas fotos e gostei de ver as diferenças de preços e comparações com o Brasil. Que coisa! bjs, tudo de bom e triste quando chega a volta e despedidas! chica

Maria disse...

Meninos lindos e passeio maravilhoso, gostei muito da forma como descreveste tudo...aprendi imenso!
Bjs
Mari

Pandora disse...

Eu acho que você curtiu mais a viagem, a cidade e as pessoas do que quem vai e ver milhares de pontos turísticos... As crianças são lindas e tem aquele ar de crianças felizes... e a narrativa... muito bom de se ler... Acho que a Califórnia afinal de contas é um lugar para se ir... e sua narrativa Beatriz foi daquelas que deixam quem ler com um sorriso no rosto... é bom ver/saber da felicidade das pessoas que vão se tornando queridas.

Carmen disse...

Gostei de conhecer a Califórnia e o amor contido na postagem!!
Bjs

simplesmentefascinante disse...

Bom dia, Beatriz,
como dizem: tudo que é bom dura pouco. Adorei sua viagem e confesso que fiquei tentada a ir pra esses lados.
Matar saudades, abraçar,... faz a gente renascer. Linda família.
Agora fica a expectativa de outro encontro e que seja breve.
bjão e que nossa terça seja muito boa.
mari

Regina Melo-Jocknevich disse...

Boa noite Beatriz.

Como sempre você sabe relatar os fatos como se estivesse ao nosso lado batendo um papo. Por alguns minutos estive em San Diego com você.
Que bom que você teve a chance de estar com sua família, e passar o thanksgiving com eles.
Quem sabe da próxima vez que visitá-los vocês dão uma parada pela costa leste.

Um grande abraço